Carlos Gomes Leitão

 

 

Carlos Gomes Leitão, nasceu em Carolina no Maranhão, em 12 de maio de 1848, filho de Alexandre Germano Accácio Gomes e Judith Sampaio Fontenelli Leitão. Ficou órfão prematuramente e por esse motivo o menino Carlos foi criado pelo avô Francisco Germano da Silva que mandou-o para Caxias do Maranhão, onde estudou até um bom francês.

Carlos Leitão, foi um cidadão de ilibada conduta moral que aprendera as lides políticas com o avô, inteligente, culto e se colocou a serviço de sua terra. Foi diretor do Departamento dos índios, cuidou a contento dos apinajés e na defesa destes, foi criada uma animosidade com o antigo diretor Frei Francisco do Monte de São Vito, que maltratava os apinajés a ponto de reduzir o seu número pela metade.

em 22 de abril de 1880, o Presidente da então província de Goiás, Caetano Nunes da Silva, nomeou Carlos Gomes Leitão para Juiz Municipal de Órfãos. Por ato Nº. 1.054 de 03/04/1880, foi elevado a Coronel da Guarda Nacional, pelo Presidente da Província, cel. Camilo Augusto de Britto.

Em 1890 foi eleito Deputado Estadual Constituinte pela província de Goiás. Nessa época aconteceu a revolta de Boa Vista e o Coronel Carlos Leitão mudou-se com sua gente para o leito do Itacaiúnas agradecendo ao governo do Pará.

Carlos Leitão morreu em 13 de abril de 1904 e foi sepultado no Burgo.